segunda-feira, 19 de outubro de 2015

NARIZINHO
            Numa casinha branca, lá no Sítio do Picapau Amarelo, mora uma velha de mais de sessenta anos. Chama-se Dona Benta. Quem passa pela estrada e a vê na varanda, de cestinha de costura ao colo e óculos de ouro na ponta do nariz, segue seu caminho pensando:
            - Que tristeza viver assim tão sozinha nesse deserto...
            Mas engana-se. Dona Benta é a mais feliz das vovós, porque vive em companhia da mais encantadora das netas, Lúcia, a menina do narizinho arrebitado, ou Narizinho, como todos dizem. Narizinho tem sete anos, é morena como jambo, gosta muito de pipoca e já sabe fazer uns bolinhos de polvilho bem gostosos.
            Na casa ainda existem duas pessoas – Tia Nastácia, negra de estimação que carregou Lúcia quando pequena, e Emília, uma boneca de pano bastante desajeitada de corpo.
Monteiro Lobato Reinações de Narizinho Ed. Braziliense – São Paulo

INTERPRETAÇÃO DE TEXTO
1. Onde mora Dona Benta?____________________________________________________________
2. O que as pessoas que passam pela estrada pensam ao ver Dona Benta na varanda?___________
____________________________________________________________________________________
3. O que faz Dona Benta ser a mais feliz das vovós?________________________________________
____________________________________________________________________________________
4. O que o terceiro parágrafo diz sobre Narizinho?________________________________________
____________________________________________________________________________________
5. Escreva o nome do personagem correspondente a cada característica abaixo:
a) boneca de pano ____________________      e) negra muito amiga______________________
b) usa óculos ________________________     f) tem mais de sessenta anos_________________
c) tem sete anos ______________________     g) é a mais feliz das vovós __________________
d) gosta de pipoca ____________________     h) carregou Lúcia__________________________
6. Reescreva o texto – Narizinho:
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
7. Pontue o diálogo:
            Que horas são     perguntou um louco ao outro
            Faltam quinze minutos
            Quinze minutos para que horas
            Sei lá   Perdi o ponteiro das horas
8. No bilhete abaixo, há 7 palavras escritas de maneira errada. Circule-as e escreva de maneira correta nos espaços abaixo:
Mãe,
          Fui até a casa de Rodrigo pedir para a mãe dele deixa-lo
Ir com migo ao cinema. Agente vai pagar as entradas com o dinheiro que achei em baixo do telefone. Espero que não seja a quele dinheiro que você deixa senpre para a faxineira.
                                                                            Um beijo
                                                                            Pedrinho

____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
9. Lotérica: complete as palavras e marque ( X ) na resposta correta de cada linha:
___esus
bei___inho
cerve___a
(   ) j, j, j
(   ) j, g, j
(   ) g, g, j
ca___pina
te___peratura
ca___jica
(   ) n, m, m
(   ) m, m, m
(   ) m, m, n
___ave
en___urrada
em___oval
(   ) ch, x, ch
(   ) ch, ch, x
(   ) x, ch, x
ane___
a___moço
Vi___ma
(   ) l, l, u
(   ) l, l, l
(   ) l, u, u
peru___a
___arpete
___uaraná
(   ) c, c, g
(   ) c, g, g
(   ) g, c, g
gue___a
se___ote
___atueira
(   ) rr, rr, r
(   ) r, rr, r
(   ) r, rr, rr


http://4.bp.blogspot.com/_jbhb6bVj2aE/S8Al8WFEOOI/AAAAAAAAE5Y/KPOdjETODbc/s1600/4450842_rJQ9Y.pngESCOLA MUNICIPAL PEDRO MORO REDESCHI
                              PEDIDO DE UMA CRIANÇA A SEUS PAIS  

                (Fênis Faustine)
Não tenha medo de serem firmes comigo. Prefiro assim. Isso faz que eu me sinta mais segura.
Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo o que peço. Só estou experimentando vocês.
Não deixem que eu adquira maus hábitos. Dependo de vocês para saber o que é certo, o que é errado.
Não me corrijam com raiva, nem na presença de estranhos. Aprenderei muito mais se me falarem com calma e em particular.
Não me protejam das consequências de meus erros. Às vezes eu preciso aprender pelo caminho áspero.
Não levem muito à sério as minhas pequenas dores.Necessito delas para poder amadurecer.
Não sejam irritantes ao me corrigirem.
Se assim o fizerem, eu poderei fazer o contrário do que me pedem.

Não me façam promessas que não poderão cumprir depois. Lembre-se que isto me deixa profundamente desapontada.
http://2.bp.blogspot.com/-_PZrdoN66Zw/T8uluK-wj3I/AAAAAAAAGG0/E-GGzjII9iQ/s1600/SmartBear.jpg
Não ponham à prova a minha honestidade.
Sou facilmente levada a dizer mentiras.

Não me apresentem um Deus carrancudo e vingativo. Isto me afastaria d’ele.
Não desconversem quando faço perguntas, senão serei levado a procurar as respostas na rua todas as vezes
que não as tiver em casa.
Não digam simplesmente que meus receios e medos são bobos. Ajudem-me a compreendê-los e vencê-los.
Não se mostrem para mim como pessoas infalíveis. Ficarei extremamente chocada quando descobrir um erro de vocês.

Não digam simplesmente que meus receios e medos são bobos. Ajudem-me a compreendê-los e vencê-los.
Não digam que não conseguem me controlar.
Eu me julgarei mais forte que vocês.
Não me tratem como uma pessoa sem personalidade. Lembre-se que eu tenho o meu próprio modo de ser.
Não vivam me apontando os defeitos das pessoas que me cercam. Isto irá criar em mim, mais cedo ou mais tarde, o espírito de intolerância.
Não tenha vergonha de dizer que me amam. Eu necessito desse carinho e amor para poder transmiti-lo à vocês e aos outros.
http://thumbs.dreamstime.com/x/crian%C3%A7as-dos-desenhos-animados-que-sentam-se-na-mesa-da-escola-41849716.jpgNão desistam nunca de me ensinarem o bem. Mesmo quando eu parecer não estar aprendendo. Insistam através do exemplo e, no futuro vocês verão em mim,  o fruto daquilo que plantaram.
                                                                                                                              Obrigado pela presença!
http://4.bp.blogspot.com/-JQFSP8z0yac/VNYmWfG1y2I/AAAAAAAABXQ/jO8yQ7LNKfU/s1600/beijo%2Bpara%2Bblogg.png                                                                                                                             Professora:_______________________



Noticia

                                AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS
1. Leia a notícia com muita atenção:













2. De acordo com a reportagem que colou, responda:
a) qual é o título da notícia?
_________________________________________________________________________
b) Qual é o nome do repórter?
_________________________________________________________________________
c) Qual é a data da notícia?
_________________________________________________________________________
d) Qual é o nome do jornal?
_________________________________________________________________________
e) De sua opinião sobre a reportagem.
_________________________________________________________________________

3. Agora, faça um resumo da notícia que você leu.
                 AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS

Sopa de Pedras

      Um rapaz pobre e faminto andava pelo campo em busca de alimento. Teve uma idéia e resolveu colocá-la em prática. Escolheu um local próximo a uma casa com uma grande horta e alguns animais. Pediu aos donos da casa que lhe emprestassem uma panela. Os donos não queriam emprestar, pois não gostavam de ajudar outras pessoas. Mas o rapaz tanto insistiu que conseguiu a panela. Ele então preparou o fogo e colocou água para ferver. Pegou algumas pedras, lavou-as bem e colocou dentro da água fervente.
      Os donos da casa ficaram curiosos e perguntaram:
      – O que você está cozinhando, rapaz?
      – Uma deliciosa sopa de pedras – respondeu ele.
      – Mas como é possível fazer uma sopa de pedras? – indagou o casal.
      – Muito simples! – ele explicou. – Como veem, tenho aqui no fogo uma panela com água fervendo e pedras cozinhando. Sei fazer uma ótima sopa, mas se vocês tiverem algo para engrossá–la... como um pedaço de carne, batatas e feijões...
      Os donos da casa lhe deram carne, batatas e feijões. O rapaz colocou tudo dentro da sopa e o cheiro começou a ficar bom. Ele então disse:
      – Hum, se eu tivesse um pouco de tempero, a sopa ficaria bem mais apetitosa.
      E novamente os donos da casa lhe deram tempero. Ele foi cozinhando e mexendo até que a sopa ficou pronta e foi consumida pelos três. Assim que terminaram, o rapaz  tirou as pedras da panela e jogou-as fora. Os donos da casa, espantados, disseram:
      – Mas e as pedras?! Você não vai comer as pedras?!
      – Comer as pedras?! – repetiu o rapaz, e fugiu correndo.
                                                                                                   Conto popular.


1. O rapaz da história faz realmente uma sopa de pedras? Explique.        (2,0)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2.Relacione:
(    ) Personagem principal da história. São personagens, que se saem bem no final.

(    ) Personagem  que tentava levar vantagem, mas acaba perdendo no final.
( 1 ) Antagonista
( 2 ) Protagonista

3. Escreva P para protagonista e A pra antagonista.
(    ) Os donos da casa.
(    ) O rapaz pobre.


4.  Em que lugar a história acontece?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

5. A história que você leu é um conto de artimanha ou de esperteza. Coloque V para
verdadeiro ou F para falso.

(  ) É uma história em que as personagens usam a esperteza para conseguir algo.
(  ) É uma narrativa engraçada.
(  ) É uma história que deixa o leitor com medo.

6. Qual foi a esperteza do rapaz?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
7. Releia o final do conto e sublinhe o trecho que mostra o humor da narrativa.
– Mas e as pedras?! Você não vai comer as pedras?!
– Comer as pedras?! – repetiu o rapaz, e fugiu correndo.

8. Que motivo o rapaz teria para fugir?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
9. Você acha o título do conto adequado? Por quê?.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
10.Passe para o singular ou plural:
a)     Os donos de casa ficaram curiosos e perguntaram:
_____________________________________________________________________
b)    Se eu tivesse um pouco de tempero...
_____________________________________________________________________
c)     Ele preparou o fogo e colocou água para ferver.
_____________________________________________________________________
11. Produção de texto: (1,0)
a) Faça um livrinho e escreva um conto.
b) Escreva um conto onde deverá aparecer as seguintes palavras:
            fantasma                  quarto escuro                    meia noite               noite muito escura

c) Transforme o conto em história em quadrinhos.